Acordo Ortográfico

Os defensores do acordo ortográfico são uns criacionistas armados em evolucionistas. No altar colocam meia dúzia de linguístas e legisladores que decidiram que era assim, num decreto absurdo, que se fixaria, à vez, o movimento perpétuo do linguajar e a união entre os povos. A língua move-se, é certo, a despeito dos deuses do momento. Quanto à união entre os povos, lusófonos ou outros, não será por graça dos vossos barrocos formalismos.



<< Home