O Diderot da culpa

Chamem-me o Diderot da culpa (até no erro somos megalómanos). Vou desenvolver uma enciclopédia a partir da seguinte questão. Eu seria uma pessoa melhor se.

Comments:
Parece ser um tema interessante. Ou melhor: importante. Já que a introspecção não é feita com regularidade.

Na primeira prova, eu seria uma pessoa melhor se fosse mais compreensivo e tolerante perante a adversidade e as coisas que já não consigo compreender.

Mas deve ser da idade, Bruno. Ou talvez da outra idade: a da razão.

Cá virei ao desenvolvimento a que te propôes.
 

Enviar um comentário

Comentários



<< Home