0-2

O resultado de ontem salvou-me de um cenário excruciante: ter que torcer contra a Académica numa final da Taça de Portugal. A sorte moral faz de mim um homem alinhado com a desforra de 1969, a Académica jogava então a contra o Benfica e contra o fascismo.

 


Comments:
bolas.. essa associação entre o benfica e o fascismo foi mesmo metida a martelo..

epá.. não sou desse tempo mas acho que o benfica e académica até se davam bem. muitos jogadores que começaram na académica tornaram-se grandes jogadores do benfica como o Toni, por ex!
 
Ora, se o Porto for à luz dar 3 secas ao Benfica tu vais pular de alegria.

Mas parece-me bem que respires a afirmação que fazes no post porque mereces dias felizes, Bruno. :-)
 
Anónimo, como diria o outro, consultei os meus advogados na composição da frase "a Académica jogava então a contra o Benfica e contra o fascismo." Em momento algum digo que o Benfica e o Fascismo se diluem, antes assinalo duas frentes de desforra.
 
N. verdade, sei que festejaraia esse 3-0, mas luto contra a tentação das vitórias imediatas. Se a académica ganhar com o meu apoio eu poderei lembrar esse feito durante décadas.
 
não me parece.. acho que essa frase está carregada de segundas intenções...

mas deixe lá isso. há coisas mais importantes.
 
Vejamos a seguinte frase que pretende demonstrar uma fineza e uma argúcia intelectual de excepção e fazer-nos a todos passar por idiotas: "Em momento algum digo que o Benfica e o Fascismo se diluem, antes assinalo duas frentes de desforra." Sucede que frase não é subtil, mas sim ostensiva e grosseiramente hipócrita.
Sucede também que no caso lá da sua equipa ou sistema de futebol como que lhe queira chamar, não é necessário fazer filmes e narrativas elaboradas para explicar factos; está tudo plasmado no youtube, limpinho e clarinho para toda a gente ver sem necessidade de produções e narrativas cinéfilas. E, já agora, deixe que lhe diga que o clube ou frutaria das antas, como lhe queira chamar, é cá um exemplo de democracia com o mesmo presidente há sei lá quantos anos, que vou alí (peidar-me) e já venho...
 
Eheh, bom ângulo para lidar com o Maicon e o Helton (ai se tivesse sido o Roberto, ai ai).
 
"Sucede também que no caso lá da sua equipa ou sistema de futebol como que lhe queira chamar, não é necessário fazer filmes e narrativas elaboradas para explicar factos; está tudo plasmado no youtube, limpinho e clarinho para toda a gente ver sem necessidade de produções e narrativas cinéfilas." Sucede que frase nao e subtil, mas sim desnecessaria e grosseiramente inoportuna. Felizmente a boa gente da ZED Filmes nao partilha da sua opiniao, fosse esse o caso, estariam a fazer videos de gatinhos a brincar com bolas de pelo e a coloca-los no youtube para voce ver.Espanta-me a leviandade com que refere a procura de informacao limpinha e clarinha no youtube quando se discute a vida de uma Universidade-definitivamente estabelecida em Coimbra em 1290, sabia?- e da vida dos seus estudantes.
 
Estive lá, Bruno. O Benfica era constituído pela maioria da assistência do Estádio Nacional e, esse Benfica, estava com a malta que veio de Coimbra e levou tanta porrada da polícia como a malta que veio de Coimbra. Que a cegueira acéfala portista não se meta nisto, são (foram) coisas muito sérias.
 
Ao Sr. Anónimo da Coimbra de 1290, vá-se catar, essa piolheira não o deixa sossegado passa o dia na coceira e dá nisso... Não tenho nada contra a ZED, Coimbra de 2011 ou de 1290, nem os seus ilustres estudantes. Apenas de alguns hipócritas que lêem nas entrelinhas o que não está lá e tentam fazer associações enviezadas.
 
A questão é se a Académica chega lá. Duvidamos, nós os cagaréus.
 

Enviar um comentário

Comentários



<< Home