Cidade fantasma

As férias amplificam a contingência das pessoas com quem nos cruzamos nas esquinas; tudo se passa numa liminaridade que reverte o habitualmente: enquanto as presenças do costume se tornam rarefeitas, as presenças do antigamente voltam a assomar nas calçadas - real ou fantasmaticamente.



<< Home