Emma Zunz

Steiner diz que não há uma única mulher verosímil na obra de Borges, à excepção do conto "Emma Zunz":
"Ao longo da sua restante obra, as mulheres são vagos objectos de fantasia ou das recordações dos homens." 
Steiner sublinha com acerto a sensibilidade masculina de Borges, uma sensibilidade definida, sobretudo, pela timidez que sempre o apartou das densidades vivenciais do sexo oposto. No entanto, na sua formulação,  Steiner esquece que na vida de um homem  a mulher verosímil assume frequentemente a forma de fantasia ou de memória. A única mulher plausível é a que a distância nos oferece. Não falamos da mulher exactamente como objecto, mas como significante de um desejo, às vezes querente, às vezes nostálgico. As demais mulheres verosímeis de que fala Steiner, essas, ganham concretude  na vida dos homens verosímeis, nunca na vida dos efabuladores borgesianos.

Comments:
Há uns bons anos assisti a uma entrevista de Borges na televisão francesa. O escritor acabava de se divorciar de Elsa Astete Millán, com quem se casara tardiamente e por muito pouco tempo. A propósito da separação, o jornalista perguntou-lhe o que é que ele pensava fazer. Borges respondeu sem hesitar: Je retourne chez ma mère.
Há mulheres imbatíveis na vida de alguns homens.
 
Ah! esqueci-me de dizer. Na altura do divórcio, Borges teria cerca de 70 anos e a mãe ultrapassara os 90.
 
Li em tempos "O Senhor Borges" com as memórias de Epifania Vaccaro (a empregada doméstica na casa onde Borges viveu com a mãe). No relato dela sobre a absoluta tutela da mãa na vida dele e sobre a relação tendencialmente platónica com as mulheres ficamos com firme ideia de um menino da mãe envelhecido, porém, genial. Também por aí se explica o ascendente que Maria Kodama veio a ter na vida dele.
 
Para ti, a única mulher plausível é a que a distância nos oferece?
 
Ainda a propósito de Borges e o sexo feminino, tenho para mim que estes são os seus mais belos versos
Yo, que tantos hombres he sido/
no he sido nunca/
aquel en cuyo abrazo desfallecía Matilde Urbach.
 
é mesmo muito bonito. É preciso viver, viver muito, para se escrever uma coisa que soa e se entende tão natural, sincero, e simultaneamente percebe-se ser complexa.

Grande, Grande Borges.
 
Belíssimo.
 
Our store provides wholesale cheap ed hardy with high quality,we also discount wholesale cheap ed hardy shirts,wholesale cheap ed hardy bandbags,wholesale cheap ed hardy jackets,wholesale cheap ed hardy bikini,wholesale cheap ed hardy jeans,wholesale cheap ed hardy t-shirt,wholesale cheap ed hardy clothes for sale at http://www.gotoorder.com.

Don Hardy was a distinguished writer, painter, publisher as well as a tattoo maker known the world over until he was contacted by Christian Audigier wholesale cheap Ed hardy bandbags in the year 2004 to start on a new line of clothes. Known as the Ed hardy clothes line, Don Hardy had the talent in wholesale cheap Ed hardy jackets him to bring forth a variety of attire that not only displayed his great skills in making tattoos but also exhibited why he was selected for a task hat most others failed to execute. The Ed hardy clothing line is the result of Ed hardy’s hard work and includes just about everything from clothes for men as well as women besides shoes,wholesale Ed hardy bandbags and caps.
The colors that are normally used in wholesale cheap Ed hardy clothes are luxuriant and bright, wholesale cheap Ed hardy T-shirt the tees are the work of an artist and the swimwear is imprinted with a generous measure of tattoo designs while the sunglasses and caps come along with an onslaught of drawings which could wholesale cheap Ed hardy jackets put even the best of designers a run for their money. In other words, theEd hardy Clothes Line is a great piece of artistic work which definitely stands out from the rest of the crowd.
 

Enviar um comentário

Comentários



<< Home