Canto de Ossanha



Ma nuit chez Maud, Eric Rohmer, 1969.













É pueril cortejar o esquecimento se acabar é sempre uma fuga mal amanhada, sequer ensaiada com esperança de não rasto.

Comments:

Enviar um comentário

Comentários



<< Home