A putrescência do Arrastão



Parece que o Arrastão procedeu a um alargamento. Naturalmente, junto-me aos protestos: 4 caixas de óculos em 4 contratações, nenhum homozigoto em 7 XY, ninguém com perfil para atirar com uma torre de Belém às fuças do regime - com este pujante rosário de diversidade não me surpreenderá que venham defender o multiculturalismo possível numa sociedade cujas formas de exclusão são sobredeterminadas pela vista cansada. Como se isto não bastasse, a dispersão geográfica deste septeto mal amanhando parece ter sido pensada de molde a evitar um debate crítico franco, manobra de diversão anti-democrática que poderá sobrecarregar financeiramente os seus detractores; possivelmente terão que juntar o preço das portagens ao já elevado custo das munições (não dedutíveis no IRS). Enfim, depois da Ruth Marlene na Playboy parece tornar-se límpido que 2010 esgotou a sua capacidade de promessa - aliás, a irmã dela foi outra desilusão.

P.s. Em boa hora chegam  à costa o  Córtex Frontal e o Albergue Espanhol. Bem-vindos.

Comments:

Enviar um comentário

Comentários



<< Home