Catenaccio

A desatenção civil (civil inattention) torna possível a vida numa realidade urbana, dizia-nos Erving Goffman. Como perceberá facilmente  quem deambule em contexto urbano, a desatenção permite uma  demarcação entre o estranho e o íntimo, demarcação essa que acaba por constituir uma sábia defesa contra as multidões que povoam  as ruas. Mas a desatenção que define o estranho por omissão também pode extrapolar funções convertendo-se num excelente mecanismo reflexo contra todas as  formas da intimidade. Não é excessivo afirmar que a dita revolução interior se refere, na maior parte dos casos, à migração da  desatenção civil  para o  leito povoado por uma multidão de 2.



<< Home