swimming pool

Coxeio moderadamente graças a duas bolas divididas em mais um daqueles jogos no pavilhão da província a dois euros e meio por cabeça -- entetanto decorreram mais dois jogos (um deles no Santa Cruz, excelentes condições para a prática da modalidade fut 7) em que tive a oportunidade de confirmar que estou mesmo aleijado (começando o jogo aquilo aquece e em havendo uma bola a rolar uma pessoa quase que se esquece, depois há sempre o Bio-planter, "super creme de massagem corporal à base de Aloe Vera", que tem o condão de anestesiar a estrutura corporal entretanto massajada).

Sem outro remédio para atenuar o sedentarismo crónico, durante uma semana troco futebol por natação (conceito amplo). Arrasto-me até à piscina da Solum onde nas pistas contíguas se espraiam miúdas elegantes defendidas da nudez por justíssimos fato de banho da Speedo. Reparo que os meus calções Sportzone nem dão pelo fatos, provavelmente porque cada centilitro de sangue está inteiramente ocupado em evitar um afogamento iminente. Ignorado por uma piscina cuja dimensão olímpica faz de Arquimedes e das leias da hidrostática mera questão académica, dou por mim a sentir falta do contacto físico das bolas divididas, raro momento em que a minha existência corpórea parece produzir reais efeitos noutras matérias do cosmos - isto é, umas singelas nódoas negras numa ou noutra canela.

Ludivine Sagnier em Swimming Pool

Comments:

Enviar um comentário

Comentários



<< Home