Nina e Filipe

"O uso das vírgulas na tradução de Nina Guerra e Filipe Guerra de A Morte de Ivan Ilitch é absolutamente admirável." Lourenço Cordeiro, Complexidade e Contradição
Da minha parte, ando vagamente enlevado com a amplitude vocabular que a Nina e o Filipe colocam na tradução das Almas Mortas do Gogol. Perante tais factos, há dias que me pergunto, que género de relação mantém Nina (belíssimo nome) com Filipe? São irmãos?, partilhando um vocabulário enriquecido em vivências divergentes, são casados?, tendo um imenso vocabulário que, apesar de uma convergência dramática, jamais se fundiu na comunhão de bens. O mais certo é a Nina ser originalmente Russa e o Filipe português, entretanto casados. Mas como se conheceram, com que idade, quem gosta mais? Há informações que a Assírio e Alvim não devia deixar de providenciar aos seus leitores logo na contra-capa. Lourenço, afinal o que sabes sobre isto?



<< Home