Miguel Veloso

Sempre que alguém é reduzido à insignificância, não é bem à "sua" insignificância que é reduzido. A queda forja uma pequenez inédita.



<< Home