Luciana Abreu e Djaló

Lê-se no site de Luciana Abreu:
"A imprensa de tanto escrever e inventar acabou por nos aproximar de uma maneira encantadora, enquanto dávamos risadas sobre a polémica e as matérias que saíam."
Como se percebe neste excerto, são muitos os casos em que a imprensa cria a realidade de que fala. Na imprensa do coração não existem mentiras, apenas tentativas de verdade, regimes de verdade que sucessivamente ensaiam compassos com a realidade. No fundo, tudo se passa como nas capas d'A Bola sempre que estas tecem loas ao futuro radioso do Benfica. Nos amores a coisa vai funcionando e as profecias vão sendo solicitadoras de um exuberante construtivismo romântico. A Bola não tem tido a mesma eficácia, tantas capas épicas depois, há anos que a realidade insiste em não se enternecer.



<< Home