Idas e Voltas

Passo um pouco ao lado dos receios securitários dos demais estrangeiros. Além de ser um óbvio pé rapado (nossa, como eu visto mal quando se esgota o stock de roupas oferecidas pelas exs), um mulato no Rio de Janeiro passa tranquilamente por nativo; se não me pedirem para sambar, isto é (segundo sei, os assaltantes não são conhecidos por esse género de solicitações). E daí, não sejamos tão arquetípicos, já dizia a outra, nem toda a brasileira é bumda (não teria como saber).



<< Home