Avulsos

"(...) O que eu queria neste novo ano era combinar com o meu amigo de Gaza que ele vinha cá como combino com a minha amiga de Jerusalém Ocidental que vou lá. Queria, em suma, que ambos dormissem sem pensar que o céu lhes vai cair em cima da cabeça - mas é infinitamente mais provável que isso aconteça ao meu amigo de Gaza.
Tal como os líderes israelitas, os líderes palestinianos estão fartos de cometer erros, para já não falar dos árabes desde 1948. Eu também lamento que a escalada da segunda Intifada - de pedras para bombistas suicidas - tenha destruído o chamado "campo da paz" em Israel. Lamento a corrupção da Fatah, que se autodestruiu. Lamento os rockets do Hamas, que se voltam contra os palestinianos. Lamento tudo isto, como lamenta quem está de fora, mas eu vi lá dentro como o Hamas se tornou forte. Vi o Hamas ganhar as eleições em 2006, vi o Hamas tomar Gaza em 2007, e vi ontem o meu amigo de Gaza, que nunca foi do Hamas, escrever no chat que finalmente percebeu como é que uma pessoa se torna bombista suicida.
O problema não é só não haver um futuro, é não haver um presente. A cada dia que passa, o meu amigo de Gaza continua sem trabalho e sem poder levar a família para outro país. As filhas crescem todos os dias e esta vai ser a infância delas. Têm 40 quilómetros de comprimento por seis de largura para se mexerem, com más casas, más escolas, maus hospitais, má comida, má água. E vem a depressão, a doença, a violência.
Toda a gente sabe que a violência gera violência. Toda a gente sabe que não há solução militar. Toda a gente sabe - está em todos os documentos internacionais assinados por Portugal - que Gaza, Cisjordânia e Jerusalém Oriental são territórios nas mãos de Israel. Toda a gente sabe que há milhões de refugiados palestinianos há mais tempo do que eu estou viva e ninguém os quer. E é por isso que justificar o bombardeamento de Gaza com a defesa de Israel é tão obsceno - simplesmente porque toda a gente sabe que os palestinianos são os perdedores desta História. (...)"

Alexandra Lucas Coelho, Público 05-08-2008

Comments:

Enviar um comentário

Comentários



<< Home