0-0

Ouviram o apito e puseram-se de joelhos. Já começaram a acender velinhas ao altar do Scolari. Provavelmente esquecidos de que foi ele que os mandou pastar. Fazem-me lembrar um amigo que em ficando bêbedo se enchia de remorsos por não ter ficado com a ex; tínhamos sempre de cumprir ingrata tarefa lembrando-o de que tinha sido ela a acabar. Antes a perda que o remorso.

Em todo o caso, Eduardo Lourenço, José Gil, um sentido pedido de desculpas e a minha promessa: qualquer dia começo a levar a sério as psicanálises da pátria. Aquela coisa do Sebastião é assunto sério.



<< Home