Avulsos

"(...) Para mim, a praia é um sítio a que se deve ir preferencialmente a solo. É certo que em Portugal não é difícil estar relativamente isolado na praia, pelo menos no Litoral Centro-Norte, onde a praia é uma faixa de areia que se estende ininterruptamente ao longo de algumas dezenas de quilómetros. O veraneante ou similar habitual português tende a concentrar-se ao magote na zona imediatamente em frente às entradas das praias, deixando o restante espaço livre para as três ou quatro pessoas que não querem morrer intoxicadas com a saturação de cheiro a protector solar de coco. Um dia talvez perceba o que leva tanta gente a gostar de se besuntar com um produto tão pestilento. Se houvesse apenas protectores solares com cheiro a coco, o alvo da minha perplexidade seria a indústria, mas não: são os consumidores que escolhem voluntariamente aquela mixórdia de entre uma vasta gama de cheiros e até, imagine-se, de não cheiros. (...)" Eduardo, Agrafo



<< Home