Sócrates

Eu que costumo ter um dom para lhes tirar a pinta, ao fim deste tempo todo ainda não consegui perceber o que move José Sócrates na política. Juro. Para o gosto narcísico pelo poder há ali pouco pouco culto da personalidade (talvez porque disfarce melhor que outros, Santana ou Sarkozy por exemplo), desde logo na reserva da sua vida pessoal. Para o carreirismo puro faltam os traços de ambição desmedida (talvez porque seja bem medida -- a ambição de Durão, por exemplo, sempre saltou à vista com exuberância). Para uma ética de serviço público faltam os sinais de genuína preocupação com as pessoas (Guterres tinha essa ética, no caso de extracção católica). Para uma agenda ideológica em fundo falta-lhe ideologia (a atracção pela terceira via é mais uma omissão ideológica em favor de uma vassalagem aos rigores da competitividade).
A presidência da União Europeia deixou perceber alguns sinais de deslumbramento infantil, adiantando algumas possibilidades, mas sinceramente ainda me faltam algumas peças para completar o puzzle.



<< Home