Adeus Figo

Para as gerações seguintes: a minha tomada de posição em relação à petição que anda por aí a pedir o regresso de figo à selecção:
Caríssimo Figo, foste muito bom e ainda és. Mas peço-te que não voltes à Selecção.

A mitologia do regresso faz muito mal a Portugal e é importante que algum herói desapareça sem mais, sem as choraminguices sebastianistas do costume. Acho que podias ser tu a prestar esse serviço, mantendo-te firme ma resoluta recusa em ceder ao passadismo angustiante destas gentes. Já regressaste uma vez sem fazer a qualificação e também jé puseste no lugar os sportinguistas que te imaginavam desejoso de um retorno, retorno que, justiça seja feita, tu nunca cortejaste.

Vamos deixar a próxima geração à sua sorte, desgraçando-se, se tiver que ser, às suas próprias expensas. Além do mais, passar os próximos 10 anos das nossas vidas com o futebol irresponsavelmente belo do Ronaldo e o do Quaresma não pode ser assim tão mau.

Tenhamos, finalmente, um Adeus não português: sem pensar muito nisso.

Abraço, Bruno




<< Home