Fábio Coentrão

Da capacidade de fazer escolhas, o clube e o penteado não indiciam nada de bom. No entanto, aceitem a minha palavra, há ali qualquer coisa de muito jogador.

P.S O meu post teve por ponto de partida alguns pormenores em que me fixei no jogo contra o México, madrugada passada (daqueles pormenores que a um olho arguto e treinado para a prospecção como o meu jamais enganam - sim estou armado em bom). No entanto, chego agora a uma colectânea de jogadas do primeiro jogo. É claro que jogar contra crianças neo-zelandesas ajuda a deixar os "zagueiros na saudade", mas não é improvável que o Benfica se tenha enganado ao contratar, contra todos os seus valores, um grande jogador por bom preço





<< Home