Ler

Na voz do deserto: "sobre a liberdade".

Numa tirada que reputo genial um tal José Eduardo, fazia então comentários de futebol da RTP, referiu este sublime princípio ético: um avançado deve respeitar a coragem do guarda-redes. Nada mais instrutivo, numa bola disputada na relva ou a meia altura o guarda-redes vai com as mãos e com corpo onde o avançado vais com a chuteira. Por respeito à coragem do guarda-redes o avançado deve tirar o pé reconhecendo que o lance ficou fechado pela decisão do guarda-redes de se fazer a uma possível colisão. Isto vale para as entradas amorosas, para o Peter Cheh, para o post do Tiago. Respeito demasiado a coragem de quem se dá; no que a blogs diz respeito, máximo louvor pela coragem do intimismo. Também respeito demasiado o Cheh: o melhor guarda-redes do mundo.



<< Home