Da Literatura

Verte-se em livro um dos meu top 5 blogs/bloggers.

Gosto muitíssimo das coisas que o Eduardo escreve, mas sobretudo do modo como as escreve. No dispositivo retórico de um crítico informado, acho que é o tom assertivo e moderadamente sobranceiro que lhe cai um primor, mesmo quando não tem razão. É um tom de risco, algo que noutras economias de exposição por aí, aspirantes a elitistas, claramente não funciona. Nele sim, percebe-se estamos perante uma estética viajada e, porque não dizê-lo? pejada de indisfarçável bonomia.



<< Home