Relativismo

Chegar tarde ao trabalho, suportar filas em dia de greve é, como outras contrariedades quotidianas, uma terrível maçada. Mas quem ouve as clássicas entrevistas aos utentes do metro, tal é o pânico que perpassa, mais pareceria que estávamos em pleno Iraque no rescaldo de mais um atentado. Anda tudo à procura de um sentido trágico para a existência. Por amor de algum santinho, enquanto não houver granadas a rebentar, vamos lá ter alguma temperança.



<< Home