2012



Alguém insistia ontem comigo que o Apocalipse se dará em 2012. Continuei tranquilo. Nao porque consiga ficar imperturbével perante vozes cheias das suas profecias: as convicções inflamadas por mais excêntricas que sejam, conseguem-me sempre uma dúvida, por efémera ou desprezível que a venha a sentenciar. Ao ver a calma em mim, o místico adivinhou-me um céptico. Nao era bem disso a minha serenidade. A questão toda é que uma pessoa se habitua a viver em plano B e, poucos instantes da conversa iniciada, feitas as devidas contas, já me tinha calibrado para a eventualidade de 2012.

ontem a noite



<< Home