Ler

A crónica de Pacheco Pereira no Público sobre a dessava mediática da intimidade. "Concordo muitíssimo" e só não acrescento desde já algumas notas de análise ao exemplo âncora porque cada linha é repasto de abutres e, também, porque muito me agrada que na blogosfera as pessoas possam ser lidas e consideradas pelo que escrevem dizem e não pelo que delas se diz e escreve.



<< Home