Boicote

Diz-se: boicote aos produtos GM (Opel, Saab, Chevrolet, Isuzu e Suzuki). Há muito de razão, bem sei, em quem, até com prudente cepticismo antropológico, vê nisto expressão de voluntarismo inconsequente. Não é para qualquer um permitir que na compra de algo tão decisivo como um carro entrem critérios de resposta à selvajaria mercantil. Não importa. Chamem-lhe voluntarismo inconsequente: este blog está com todos aqueles que têm publicitado a bondade sociprudente* de um boicote à Opel (para referir a marca emblemática da ida fábrica).

*Neologismo que deito sobre o conceito de jurisprudente.

P.S. A conta bancária não me consentir enjeitar activamente um Opel, sequer em prol de um veículo escangalhado, não molesta a força do meu engagé. Note-se.



<< Home