Censura

Concordo com o Luís Januário e com o Pedro Mexia: é ilegítimo e preocupante que a peça teatral de Peter Handke tenha sido boicotada em nome das suas opiniões políticas - a discussão seria outra se ele usasse o teatro com fins políticos.
Esta minha posição esforça-se por coerência. Da mesma maneira entendo que o seleccionador nacional português, confesso entusiasta da obra de Pinochet, não deve ser afastado do cargo por causa das suas afeições carismáticas. Na verdade, é minha persusão que o aclamado seleccionador usa o futebol com desígnios e modos políticos sombrios (aquela explicação do onganograma foi tenebrosa). Mas aí estaria a ser francamente especulativo entrando numa discussão que não quero fomentar a bem da estimada Unidade Nacional (sic) que nos foi pedida pelo insigne Madaíl.



<< Home