Casamento para a vida

No outro dia um amigo anunciava-me que uma antiga namorada, por cuja partida ainda hoje se penitencia, estaria prestes a casar-se. Tanto tempo depois, a perspectiva desse matrimónio veio agora assolá-lo como um fortíssimo marco simbólico.
No entanto, quis-me parecer, no seu rosto perturbado havia também uma paz que se adivinhava. Por muito volátil que seja o matrimónio ainda detêm um forte poder de sugestão. Acabar com o sofrimento, com a esperança de um retorno, por exemplo. Para a vida. Espera ele.



<< Home