Urgências

Reparo. Sempre que prometo esrever no blog sobre alguma coisa acabo por não o fazer. Creio que a escrita que por aqui escorre se liga a uma impetuosidade motivacional que pouco trafica com a promessa e com o sentimento de obrigação que daí decorre. Mas isso também pode redundar na preguiça de não escrever sobre coisas que reputo de importantes nas quais creio, modestamente, a minha opinião valeria demorar-se. Há um egoísmo nativo dos imperativos de alma. O viajar para outras urgências emerge, por isso, como um chamamento pós-umbiguista no sentido de uma reelaboração performativa da natureza dos próprios imperativos de alma.



<< Home