"Leis Fátuas"

Proponho uma rúbrica que prevejo acolhida com inédito gáudio na blogosfera (sim, já ouço o ansioso frémito dos teclados nesses quartos e escritórios aprumados, o google a sugerir hits infindos...). A rúbrica chama-se "leis fátuas". Anotem na agenda. Com ela poderemos formular leis locais, ou seja, leis que se aplicam a blogs específicos: os nossos. Há nisto uma ironia: o estreito espectro de aplicabilidade de uma lei nega a sua ambição totalizante de lei, humilhando-a, ou se preferirem: conferindo-lhe humildade. Mas que se lixe: eu sou um ironista não liberal (Rorty, na desportiva). Bem, vou dar o exemplo no post que se segue. Se a cadeia morrer por aqui fico exposto ao patético de me julgar um tipo influente quando, no fundo, só sou visitado pelas fotografias da Laetitia e pelos curiosos em saber o que se segue ao neoliberalismo. No fundo é uma oportunidade para me porem no meu lugar. Por omissão.



<< Home