O homem que amava as mulheres

L'Homme qui aimait les femmes, François Truffaut, 1977




É ténue a linha de fronteira entre aquilo que é um homem apaixonado por mulheres e um misógino. Tudo depende de como a devoção ao plural vinga em acautelar a integridade do singular nas marcas da passagem. Exercício complexo senão impossível. Para ser pulha o Don Juan nem tem que ser machista, basta que seja um fetichista dessa coisa chamada mulher. Como em tudo, as pessoas muito certas daquilo que querem semeiam ruínas de gente sem darem por elas - pelas ruínas.



<< Home