Eutanásia profética

Dizer que eventos que conduziram à crucificação de Jesus foram meros desígnios proféticos -- actos predestinados apartados do livre arbítrio dos actores -- equivale a dizer que Judas encetou o processo de uma morte assistida, dando, por essa logica, um empurrãozinho à vontade divina. Curiosamente os que com este bizarro argumento des-responsabilizam Judas não são la' muito pela eutanásia, cumpra ela que efeitos cumpra



<< Home