Fugas

Não é estranho ver nas ruas citadinas de Moçambique dois rapazes andar de mão dada. Este gesto frequente, socialmente sancionado, não revela uma sociedade pós-homofóbica portadora de uma perspectiva descontraída em relação a homossexualidade. Revela, isso sim, os limites variáveis da homofobia. Simplesmente, as mãos dadas de dois homens não parecem conotar uma intimidade transgressiva ou própria de uma afectividade sexualmente fundada.



<< Home