Desconcertos

Há momentos triviais que são de uma força humana singular (bela frase feita). Os condutores dos autocarros locais, (Toyota Hiace: "chapas") coadjuvados pelos pelos rapazes que recolhem o dinheiro, assomam por aqui como verdadeiros mercenários do asfalto (quando o há), tal é agressividade com que recrutam e disputam clientes, tal é a insensata velocidade com que conduzem para maximizar receitas. Ontem, após descer na baixa da Beira a bordo de uma dessas chapas veio um rapaz atrás de mim. Já eu estaria a uns bons cem metros da paragem da quando ele me tocou no braço dizendo que o “caixa” da chapa (minha expressão) me estava a chamar. Regressei à paragem e o tal caixa, dando-me um punhado de meticais para a mão, repôs o dinheiro que por engano lhe dei a mais. Agradeci desconcertado. Estes mercenários do asfalto no fundo são uns sentimentais. Eu: um otário abençoado.



<< Home