Intentos

Um dos meus objectivos na vida é ir a um beberete e não me embebedar. Bebedeiras controladas é certo. Mas, percebam, nem que seja levemente, acontece-me sempre. Não sei. Acho que há nesses momentos pomposos o germe de um deslumbramento infantil ou proletário que não passa assim. Não resisto à ideia revolucionária de que uma vez no palácio de inverno mais vale aproveitar as bebidas à pala.



<< Home