Santa Casa

A Santa Casa da Misericórdia criou um gabinete para apoiar os totalistas dos jogos. Como é atenta a nossa Santa Casa dando a mão a esses desamparados! A vocação assistencialista da sociedade civil portuguesa dá-me ternuras. É por monopólios como o da Santa Casa que a distribuição do pastel pela sociedade civil portuguesa nunca permitirá a agilização da democracia participativa e a capacitação das vozes continuadamente excluídas. (Atente-se a como são distribuídas as receitas dos jogos no país vizinho). E assim as transformações imperiosas para uma sociedade mais justa e atenta às diferenças são subsumidas pelo assistencialismo e pelo financiamentode projectos bem comportados, alojados nas entranhas do status quo. Já que andam numa de pôr em causa os direitos adquiridos que tal apontar baterias à Santa Casa? As conquistas pós-revolucionárias já estão fora de prazo, dizem, mas os monópolios vindos de D. Leonor, esses, estão aí para as curvas.



<< Home