Ritos de ficância

Al promediar la tarde de aquel dia,
Cuando iba mi habitual adiós a darte,
Fue una vaga congoja de dejarte
Lo que me hizo saber que te queria.

Leopoldo Lugones, 1922
Tem razão Lugones. Aquele aperto na despedida ritual revela pela primeira vez a magnitude do querer instalado. Mas faz mais. Vejamos. Na verdade, essa dor iniciática prefigura já a angústia a ser trazida, um dia, por uma despedida não ritual. Aí o querer não é meramente descoberto, antes feito cônscio das suas dimensões absurdas, claro está, para a medida do fim.



<< Home