Os ovários no sítio*

Ler este excelente texto da Fernanda Câncio (uma mulher que sigo sempre com atenção na imprensa) sobre as imagens femininas e o politicamente correcto. Concordo inteiramente com a ênfase dada à não neutralidade da linguagem e das representações culturais. No entanto sou menino para coisas como o penúltimo post. Sou politicamente engajado com os usos da cultura mas também sou um esteta do "pop corporal" (os corpos disseminados nas mediascapes - nada que me consuma, padeço, isso sim, coisa rara, com a proximidade amável do "corpo lírico capaz de cócegas").

O cânone ocidental da beleza (não confundir com a obra do Harold Bloom), de que Bellucci é parte integrante, tem, obviamente, um crivo patriarcal, sexista, racista e disablist (a opressão das pessoas com deficiência). É bom recordá-lo. Quem visita este blog saberá que isto de entremear o cravo com a ferradura pode representar uma coerência mais profunda. Portanto, nem reprodução acrítica dos valores dominantes - as prendas às leitoras têm sido disso expressão -, nem iconoclastia.

*Fernanda sinceramente prefiro esta versão à das mamas no sítio. O resvalar estético do que se quer uma metáfora de carácter seria inevitável.



<< Home