"Então Bruno, quando é que te casas?"

Há uma categoria de pessoas que identifico pelos seguintes traços: são mulheres, têm mais de 45 anos, libertam um olhar nostálgico. Mais, quando me encontram na rua abraçam-me afanosamente, lembram que me seguraram ao colo em bebé, perguntam por uma namorada e, finalmente, indagam por casamento próximo. "Amigas da minha mãe", tenham lá calma! Tenho que ver muito bem isso do próximo sacramento. Está tudo em aberto, a malta é jovem, arejada, e se porventura se apaixonar com desejos de "fazer amor no roupeiro"* logo busca a logística variável desse amor. Por isso a Extrema Unção é uma hipótese forte. Mas, também com esse sacramento, não me apressem. Tenham lá calma!
*... na desordem do armário embutido
Meu paletó enlaça o teu vestido
E o meu sapato inda pisa no teu
(Eu te amo, Chico Buarque/Tom Jobim)



<< Home