Da não instrumentalidade dos copos

-- Alguma vez te embebedaste para esquecer?
-- Não! Nunca. Bebo sempre sem objectivos.



<< Home