Parabéns


Não é certamente o nacionalismo bacoco que me faz baixar a guarda clubística e sofrer pela vitória do Sporting. Há muito me comove a senda desta equipa, uma equipa que tem no seu património a maior ameaça. Uma equipa que ganha apesar dos seus esteios e não por eles. Uma equipa que ganha apesar do Ricardo. Uma equipa que ganha apesar do Peseiro. Apesar do Sá Pinto. Apesar do Beto. Apesar do Pedro Barbosa. Apesar do Rui Jorge. Uma equipa que sabe que a sua alma está na aparição de um qualquer Miguel Garcia ou no tipo que estica as férias no Brasil sempre que pode. E isso, convenhamos, não é desprovido de classe. Parabéns. O futebol é o último minuto.



<< Home