Chelsea: 4 Barcelona: 2


Uma das inestimáveis provas de que é possível não ser portista e, ainda assim, cedo assumir um lugar na história profética, é a prosa arguta do maradona:
"A diferença entre as pessoas normais que respiram oxigénio e o Mourinho que come vitórias ao pequeno-almoço é que este incute nos seus jogadores uma mentalidade ganhadora que desafia o mito daquele russo que dobrava colheres com o pensamento. Nunca vi nada assim, ou seja, nunca se viu nada assim. Ver um jogador mediocre como o Kezman, que a espaços faz lembrar o Krpan, a acreditar que pode ter melhor rendimento ofensivo que o Eto ou o Ronaldinho é algo só explicável pelo processo hipnótico."
Sublinho o que há muito aqui venho aventando: nunca se viu nada assim.
Sobre o futebol e sobre Mourinho há uma regra que há muito assumi na vida social: nunca gastar latim com alguém que enuncia a frase "é pena ser tão arrogante". Deixá-los. Nunca vão perceber.



<< Home