Declaração de incoerência

Escreve Pacheco Pereira no Público:
Muitas pessoas acharão que para um crítico intransigente como fui e sou de Santana Lopes é a máxima incoerência "votar nele". Será, porque eu não conheço uma maneira de votar no PSD sem ser "votar nele". Mas não digo a ninguém para o fazer e compreendo muito bem que muitos dos eleitores tradicionais do PSD se preparem para votar em branco, ou não votar e mesmo votar no PS. Olhem para o que eu digo, porque o que eu faço é demasiado dependente das minhas circunstâncias e se quiserem do dilema em que me meti. Acontece e não é cómodo.
Mais do que avaliar aquilo que me parece ser um absurdo, Pacheco Pereira votar no partido liderado pelo homem que tanto criticou, apetece-me valorizar a difícil honestidade que vai neste excerto.



<< Home