Ansiedade no Pingo Doce

Sempre que escolho uma fila no supermercado fico em angústia, pensado que talvez na caixa ao lado ou numa outra qualquer me despachasse mais depressa. Menos carrinhos, menos compras, uma funcionária mais expedita nos trocos, errei?, olho, prescruto. Tenso, hesito, mal me demoro nas capas das revistas cor-de-rosa, saio, não saio, que fazer? conto os clientes na fila, talvez... E nisto padeço até que, por magia, alguém se coloca atrás de mim na fila. Nesse momento descanso, não por ficar asseverado de ser aquela a caixa mais rápida, mas pelo súbito conforto de perceber que o meu erro não foi assim tão absurdo.

Aí sim, dedico-me às linhas de força na capa da Nova Gente.



<< Home