Performances de sábado à noite

Há um comportamento performativo na pista de dança que sempre me intrigou pela bizarria. Refiro-me a uns tipos que costumam estar na orla da pista, a sentir intensamente a música. Há os primeiros, os que fecham os olhos e levam as mãos ao peito. Com estes tudo bem, certamente se reportam para outros lugares ao som de "I will Survive". Agora os que realmente me desconcertam são aqueles e aquelas que passam a noite a dançar pendularmente enquanto olham os próporios pés. Sim, não param de olhar para o chão onde os pés se movem. Este um narcisismo dedicado ao vislumbre dos próprios membros mexidios deve ter alguma interpretação psicanalítica à altura. Há anos que fracasso em encontrar uma satisfatória.



<< Home