Músicas que nos salvam


Acho espúria a celebração das "músicas intemporais". Algo intemporal, para nós, é algo que nos diz muito ao longo dos tempos ("as time goes by", nem mais). Perceba-se a estupidez, é que a intemporalidade de uma música nem sempre será uma coisa boa, os versos e melodias que nos salvam uma e outra vez, recordam que precisamos deles há demasiado tempo. Por isso, tais composições podem bem ser a reiterada certeza que a intempralidade não é uma virtude estético-musical, mas um lamentável desígnio da história pessoal. Não me venham com a exaltação do repeat. São as linhas da mão que se confundem, não a voz da Tracy que se eterniza. Embora ameace.



<< Home