Confissão

Eu, além de querer que Bush perca, nutro uma sincera admiração por John Kerry e pelo seu percurso de vida (o herói de guerra que no diário regista angústia a dor pela morte do inimigo, o ex-combatente que discursa no senado pelo fim do horror chmado Vietname, o Senador que foi à Nicarágua para encontrar o caminho para a paz, o Senador que no Golfo se opôs até ao último momento, o senador que visivelmente compungido pelo nacionalismo feroz votou a favor da intervenção no Iraque - não sem declarar que teriam que estar esgoatados todos os esforços internacionais para persuadir o desarmamento-, o homem que arrisca a incoerência na busca da complexidade). Esperemos que ele tenha uma oportunidade para me desiludir.



<< Home