Despedida

Despedida

Hão de erguer-se entre o meu amor e eu
trezentas noites quais trezentos muros
e o mar será magia entre nós dois.

Apenas haverá recordações.
Oh tardes merecidas pela pena,
noites esperançadas ao olhar-te,
campos do meu caminho, firmamento
que vejo e vou perdendo...
Definitiva como uma mármore,
a tua ausência irá entristecer as tardes.

(Castelhano)

Fervor de Buenos Aires, Jorge Luis Borges

A verdade é que alguns poucos argumentos me perseguiram ao longo do tempo. Sou decididamente monótono.

"Prólogo", O Relatório De Brodie, Jorge Luis Borges



<< Home