E se Durão Barroso se demitisse?

Eu não o censurava. Dedicar-lhe-ia minha inteira compreensão e apoio. Aliás, acho que pela primeira vez o nosso Primeiro teria o país a apoiar uma medida da sua governação. Primeiro o Iraque, depois Portugal, decididamente 2004 é um ano ingrato para as coligações.



<< Home