Vinde!

Se eu fosse o herdeiro de Espanha, alto e de olhos azuis, talvez ela me pedisse em casamento como fez ao outro numa daquelas crónicas. Não obstante, a propósito dos últimos posts e debates que por aqui passaram, e ainda que sem propostas matrimoniais sólidas, Ana Sá Lopes promete vir em meu meu socorro. Isto depois de no mesmo blogue João Pedro Henriques ter criticado as minhas frescuras intelectualistas acerca da "economia ampla do desejo" (algo que escrevi nos comentários do Post do Maldini). Aguardemos, pois, por Ana, instalados nessa novi-mitologia das anjas com a.



<< Home