Aguenta Baía, a justiça portuguesa é lenta


Em vez de andar a arreliar o coitado do valentim Loureiro, a polícia Judiaciária servia bem melhor o país se pusesse o Scolari em preventiva até ao fim do Euro 2004. Este é daqueles casos em que há um óbvio perigo de continuidade da actividade criminosa. Engraçado, Vítor Baía, primeiro apoiado por uma minoria, adquire agora o prestígio daqueles símbolos que nenhum povo gosta de ver no exílio.



<< Home